ROSETAS

 

Esporos sexuais do fungo Neurospora crassa

 

O fungo filamentoso Neurospora crassa se reproduz vegetativamente e sexuadamente. Os genes que determinam a entrada no ciclo sexual e permitem a formação dos esporos por meio da meiose foram estudados molecularmente em pesquisa realizada como parte de tese de doutorado defendido na University of British Columbia, Vancouver, Canadá.

 

Organismos de estrutura genética mais simples, como fungos e protozoários, são normalmente usados em pesquisas para se entender melhor processos também aplicáveis aos seres humanos. A pesquisa da Professora Adlane Ferreira visa estudar, por meio de análises de mutações genéticas, os genes responsáveis pela reprodução sexuada de fungos. A melhor compreensão desse processo em fungos permitirá maiores avanços no entendimento de certos aspectos da reprodução humana.

 

Adlane Vilas-Boas Ferreira

Departamento de Biologia Geral

Instituto de Ciências Biológicas

Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG