OLHO DE MOSCA

 

Olho de Drosophila melanogaster

Drosophila melanogaster, drosófila, mosca-da-banana, mosca-das-frutas ou mosca-do-vinagre, é um inseto díptero frequentemente encontrado em residências, mercados e depósitos de lixo. A espécie se alimenta de leveduras encontradas em frutos em início de decomposição. As fêmeas necessitam de uma grande quantidade de açúcares e lêvedos para a produção dos ovos. O ciclo reprodutivo é curto, de 8 a 14 dias, e, em temperatura ambiente, uma fêmea pode botar até 50 ovos por dia.

 

Muito estudada por biólogos, a drosófila é um dos mais importantes organismos modelo em Biologia. Desde 1933, estudos genéticos da espécie levaram a cinco premiações no Nobel. O conhecimento atual sobre desenvolvimento, envelhecimento e evolução foram construídos sobre a base em pesquisas com moscas drosófilas.

A imagem, obtida por microscopia eletrônica de varredura, revela um olho composto de Drosophila melanogaster. Cada um de seus olhos compostos possui cerca de 760 omatídeos. Cada omatídeo é formado por um conjunto de células e funciona como um olho individual. A imagem percebida pela mosca é uma combinação da informação recebida pelos vários omatídeos e se assemelha a um mosaico.

Léder Leal Xavier
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul