OLHOS DE KATRINA


Meningioma transicional com infiltração cerebral

Meningiomas são tumores comuns de células da aracnóide, tipicamente aderidos à superfície interna da dura-máter, uma das meninges que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Na grande maioria são benignos, aparecem espontaneamente sem fatores antecedentes e predominam na meia idade e terceira idade, com pico na 6a. e 7a. décadas. Crescem lentamente e produzem sintomas e sinais por compressão do cérebro. Déficits são frequentemente tardios e dependem da localização do tumor. O quadro pode ser inaugurado por cefaleia, crises convulsivas, alterações de personalidade, sinais de localização ou ataxia.

A imagem evidencia áreas colageneizadas [em marrom escuro] de um meningioma transicional com redemoinhos e corpos psamomatosos. Nos redemoinhos, as células arranjam-se em camadas concêntricas lembrando bulbos de cebola em corte transversal. A deposição de colágeno entre elas, com eventual calcificação, forma os corpos psamomatosos.

Lâmina produzida para o site didático de Anatomia Patológica da UNICAMP.

Luciano de Souza Queiroz
Departamento de Anatomia Patológica
Faculdade de Ciências Médicas
Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP