AVALANCHES DE FLUXO MAGNÉTICO


Fluxo magnético em supercondutores

Registro da invasão do campo magnético em um filme supercondutor de nióbio. Imagem obtida por técnica magneto-ótica. As bordas do supercondutor formam um quadrado com 2,5 mm de lado. Na região escura não há campo magnético, pois ele é blindado por correntes supercondutoras. Sob determinadas circunstâncias, o campo magnético penetra incontrolavelmente no material como se fosse uma avalanche, formando as ramificações dendríticas evidenciadas [em verde] na imagem.

No Grupo de Supercondutividade e Magnetismo [UFSCar] são realizados cotidianamente experimentos como esse, a fim de caracterizar diversos tipos de material. Esses resultados são importantes no estudo de filmes supercondutores, pois permitem mapear o campo magnético na sua superfície. Além da importância científica, as imagens magneto-óticas instigam a curiosidade, pois permite literalmente ver o campo magnético em supercondutores e, também, em materiais magnetizados.

Fabiano Colauto
Wilson A. Ortiz
Grupo de Supercondutividade e Magnetismo
Departamento de Física
Universidade Federal de São Carlos - UFSCar